Qual data você quer ver?

Os malabaristas através da história


Compartilhar facebook Twitter
Um dos primeiros relatos malabaristas que se tem registro está em uma inscrição egípcia, que aparece na décima quinta tumba de Beni Hassan, interpretada por historiadores como rituais. Inscrições muito antigas, datadas de antes de Cristo foram encontradas também na China, Grécia e Irã.
 
Na Idade Média escritos revelam que haviam também mulheres malabaristas. Neste período, há indícios de que os malabaristas europeus estavam presentes em feiras livres junto com músicos, comediantes, ilusionistas, acrobatas, palhaços e mais. Juntos, eles formam grupos conhecidos como Saltimbancos.
 
No Renascimentoos malabaristas realizavam sua arte em troca de comida e roupas, e por isso, muitas vezes eram vistos como mendigos. Por outro lado, junto com o crescimento da modernidade e valorização das artes, essa expressão avançou a cada dia.
 
Na modernidade os malabaristas passaram a fazer parte de espetáculos ao animar a platéia em circos e eventos em geral. Nessa época, os circos contavam com as apresentações de cavalos. Um fato histórico foi o equestre malabarista Briatori brincou com sete bolas enquanto permanecia sobre um cavalo em movimento.
 
Nos tempos atuais, o malabarismo foi reconhecido como uma associação, a Associação Internacional de Malabaristas, criada nos Estados Unidos. O malabarista, hoje é uma importante parte do espetáculo de circo e todos já esperam por ele. Seu número é uma grande demostração de destreza e autoconfiança.
 
Fontes: palhaço.com.br
Artesdocirco.com. br
Passeio Direto

 
 
 

< voltar


Skype Facebook Twitter Orkut Blog You tube Instagram Linked In