Qual data você quer ver?

Até que a morte nos separe


Compartilhar facebook Twitter
Meu matrimônio com a arte completa 24 anos. Quando olho para trás, volto no tempo em que tudo eram dúvidas, sinto o cheiro do etanol e da gasolina de quando eu era frentista e o preço do combustível estava prestes a aumentar. Pensando bem, até o Felipão, ex-técnico da seleção brasileira, foi frentista.

Mesmo depois de 24 anos, não consigo enxergar o futuro, mas o presente e o passado é a única coisa concreta, é a prova dos nossos feitos. Meus amigos... Parem de viver o futuro e procurem fazer do seu presente o alicerce da sua vida. A hora é agora, não deixe para o amanhã, não adie para o mês seguinte, talvez não estaremos mais juntos, ou vivos.

Viva, poupe, ame, trabalhe, gaste moderadamente, realize, abuse da sua criatividade, sinta mais prazer na vida que te rodeia, esteja sempre preparado, pois as oportunidades aparecem como um passe de mágica.

Assim como a vida tem seus mistérios, o futuro talvez seja o agora. E ai... O que fazer? Meu conselho é: Planeje seus sonhos, materialize seus desejos, seja eles de intensidade pequena ou exageradamente grande! Nossa vida é uma planilha EXCEL e sem visualizar seus objetivos, talvez você tenha muita dor de cabeça até chegar aonde sempre almejou. Então, tenha paciência e não acelere o que é natural, respeite o tempo de amadurecimento. Afinal, esperamos nove meses para nascer.

Que tal construir o seu Universo de cores e encantamento? Já está na hora de escrever a sua história, que contará para seus filhos, netos e amigos. Aliás, uma coisa posso te assegurar, o fruto disso tudo é encantador.

Para terminar, deixo quatro pontos que podem te ajudar muito: Paixão pelo que faz, talento, persistência e muita, mas muita paciência.

Bjs e abraços do M. Casuo


< voltar


Skype Facebook Twitter Orkut Blog You tube Instagram Linked In